segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Hellish War mantém poder de fogo em novo álbum




Já não é novidade pra ninguém, há muito tempo, que as bandas nacionais vêm mostrando toda sua capacidade de se produzir música rock de qualidade, muitas vezes superior a qualquer banda lá de fora.

Uma dessas nossas bandas, que vem há anos lutando pra divulgar e mostrar seu trabalho, é o Hellish War, de Campinas/SP.

A banda lançou recentemente seu segundo álbum, “Heroes of Tomorrow”.

Conheci o Hellish quando o comprei seu disco de estréia, “Defender of Metal” em 2001. Aquele disco trazia aquela crueza, ingenuidade e um brilhante cheiro de metal puro, como se ouviu, por exemplo, num “Kill´em All” (Metallica) ou num “Soldiers of Sunrise” (Viper).

Muitas vezes a certeza “humm, já ouvi isso antes....” pode trazer uma afirmação de desprezo. Mas pra mim soa como uma garantia de qualidade. Eu quero sempre que um Iron lance um disco como Iron, um Judas lance um disco como Judas, um Motorhead lance um disco como Motorhead. É isso que eu quero. Metal como deve ser o metal.

Em “Heroes of Tomorrow”, o Hellish traz isso mesmo. Riffs, vocais, solos, andamentos que já ouvimos semelhanças em algum lugar. Mas aí que mora a graça da coisa. É ótimo que a banda navegue em mares de Maiden, Grave Digger ou Metal Church. O que joga a favor dela é o fato de que as composições são excelentes e a música honesta, nada auto-indulgente ou pasteurizada.

Em relação ao disco anterior, é evidente (como a maioria das bandas fazem hoje) que a produção de “Heroes” está num patamar indiscutivelmente maravilhoso.
É um disco de metal clássico orientado pelas guitarras, que soam como o poder principal do Hellish.

Bem, vamos aos destaques do CD. Logo na primeira faixa, “Straight from Hell”, você já se depara com aquela pegada direta a lá Running Wild. “Son of the King” tem um clima mais balanceado com um refrão forte.
Após a balada densa de “My Freedom” a porrada come solta de novo com a veloz “Destroyer”, com seus refrães altos e backings bem colocados.

Uma das minhas favoritas é “Reasons”. Que faixa. Começa com uma profusão de solos e andamentos calmos, de repente um riff bem ao estilo da banda faz a faixa ficar com aquele gosto de Maiden (“Phanton of the Opera”).

Geralmente quando a faixa título de um disco é sua última, cai sobre ela uma responsabilidade enorme em termos de grandiosidade. E com certeza essa expectativa foi bem alimentada. Após um intro bem sacada com um dedilhado de violão flertando com uma linha de guitarras bem melódica, um riff dá a faixa aquela cavalgada que tanta falta faz nas músicas modernas hoje.
Uma faixa bem dramática e intensa, cuja presença marcante de teclados dá a ela um toque (pequeno como dever ser) prog e várias passagens bem variadas, e encerra de forma excelente o disco. Uma faixa absolutamente fantástica em termos de composição.

Vamos falar agora do ponto mais polêmico em trabalhos de bandas nacionais de metal. O vocal. Roger Hammer não possuiu um talento gritante de nomes como André Mattos, Mário Linhares ou Nando Fernandes. Mas o que dá certo em sua participação no Hellish, ou seja, não comprometendo o resultado das faixas é sua consciência sobre isso. Ele conhece suas limitações por isso não se permite ir além de seus limites, fazendo coisas que soam irritantes em algumas bandas do estilo, como agudos desnecessários ou notas de altura inalcançáveis nos refrães.
Assim seu jeito de interpretar casa com a proposta do metal pomposo e clássico da banda, tornando-se assim uma característica sua bastante peculiar.

A formação de “Heroes” é Roger Hammer (vocal), Vulcano e Daniel Job (guitarras), J.R. (baixo) e Daniel Person (bateria).

Enfim. Quem gosta de metal clássico, repleto de riffs e velocidade vai se dar bem com “Heroes for Tomorrow”. Mais um belo trabalho de uima banda brasileira de heavy metal, com muito orgulho. É isso turma de Campinas. Acreditar em seu potencial e em sua tradição provou ser um caminho pra suas conquistas. Que o disco cresça e se propague Brasil (e porque não, mundo) afora, assim como o nome Hellish War.

Contatos: www.hellishwar.com.br

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Start

Vamos começar mais uma aventura virtual

A intenção desse blog é divulgar, através de resenhas ou notas, o trabalho das bandas de rock do cenário underground brasileiro, em seus mais variados estilos.

Além de postar aqui, desejo distribuir as resenhas para vários sites onde colaboro eventualmente.

Espero que seja mais um canal pra ajudar a divulgar essa maravilhosa cultura, tão sem espaço nesse país.


Até mais.


JV